segunda-feira, 19 de junho de 2017

Juliana

Calma...
O meu 
entendimento
é poético.
Carlos Taepo

sábado, 25 de julho de 2015

Candido


Da primeira arte
da vida ou do dia

Assim se da
da se por feita

Quando faz-se
por outra fase

Carlos Taepo

segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

Feitiço

A barreira
entre a magia
e a esquizofrenia
é tênue...
Como minha mão
que desliza...
Em sua genesi

domingo, 30 de novembro de 2014

Pacifico


O mar q se vê parece igual
mas esse faz o chão tremer
esse é gelado e sem areia
tem pedregulhos no marau

caracol toca uma musica
com um vento Ancestral
e sem chuva inunda gaya
nasce o mar e põem o sol


domingo, 27 de outubro de 2013

Fui

Se quiser?
eu vou...
deixar um pedaço
de mim

Se quiser ti
como...
um pedaço
que foi de ti

sábado, 26 de outubro de 2013

a distancia
falam os dedos 
as vezes sorrindo 
as vezes calado 

a infância
lembro dos medos
as vezes dormindo
outras acordado

a saudade
me traz anseios
as vezes menino
as vezes salgado

quinta-feira, 27 de junho de 2013

Protesto

o Povo na rua
Gritos, alegria
barulho, a chuva
E a alma vazia

o Povo na rua
carente, cedado
Destrói,  uiva
abre um espaço
 
pra outro golpista
como diz a historia
sem fim anarquista

pra outro dia petista
com fim anarquista
cada um com sua vida