domingo, 10 de março de 2013

Eu e as arvores


Após uma triste noite
de inverno outono
As arvores passavam
por min

E o vento tão tímido
nem as folhas balançava
Apenas o ladrar dos cães
e o som dos meus passos
apagavam o silencio

Os cães pararam

Só restaram meus passos
pedaços

Nenhum comentário:

Postar um comentário